Skip to content

Joyce Mobley – Basta! Despindo Corpos

10/04/2010

Despindo corpos que não são meus… São seus?
De quem são esses corpos que dispo e não tenho para onde enviar?
Talvez não tenha que enviá-los para ninguém; apenas soltar…
Despi um corpo que se desmanchou como um fantasma! Cruzes! Será um caso de exorcismo?
Exorcizando vivos e mortos, mais mortos do que vivos, mais mortos-vivos do quê vivos-mortos.
Talvez os mande para um brechó… Coisa mais intrigante: brechó! A palavra já é estranha e os brechós são ainda mais estranhos. Já percebeu o excesso de vida que existe em um brechó? Cada peça tem uma história que não se conta, mas se imagina, ao menos eu imagino…
Quem usou este vestido? Deve ter ido a uma festa; será que se divertiu? Algumas peças falam por si; têm personalidade própria, personalidade tão forte que não foram vestidos, ou usadas, mas vestiram, e usaram quem por elas foi adornado.
Não teria coragem de enviar corpos que dispo despidos para nenhum lugar…
Nem é preciso… Eles se desmancham no ar!
Abraços de brisas perfumadas.
A-hammm,
Joyce Mobley

Brilhante interpretação de Cry Me a River!
Há melhores versões interpretadas por jazz ,and bues, and soul singers; entretanto nenhuma é tão real, tão irritada e vigorosamente divertida quanto a de Barbra… É a atriz cantando, ou a mulher que despe corpos de fantasmas e… O retorno dos fantasmas sempre são em massa, parece que combinam e ligam todos na mesma semana!
Oh please, give me a break!
Joyce Mobley sem A-hammm


Anúncios
7 Comentários leave one →
  1. paulinha permalink
    17/04/2010 2:26 pm

    Passando pra deixar um carinho enoooorme!

    Bjos dedo mágico que eu adoro!

    • 02/05/2010 12:42 am

      Beijossssssssssssssssssssss

  2. Paulinha permalink
    11/04/2010 3:04 pm

    Você me deixou, quase me deixou, fora de mim
    Sem derramar nenhuma lágrima
    Lembra-se, eu me lembro de tudo o que você disse
    Você me disse que amor era para os plebeus
    Você disse que estava cheio de mim e
    Agora você diz que me ama…

    Lindo+Triste!

    Bjos Amiga

    • jandivaldoornelasdeassis permalink
      13/04/2010 1:31 pm

      Para mim não adianta
      Tanta coisa sem você
      E então me desespero
      Por favor meu bem eu quero
      Sem demora lhe falar

      Eu te amo, eu te amo, eu te amo
      Minha querida amiga Joyce !!!

    • 02/05/2010 12:44 am

      Woooooollllllyyyysss!!!
      Posso gritar aqui? Ooops, claro que posso e até já gritei!
      Meu amigo querido você tem o dom de perceber detalhes de mim… Vi que você twitou
      meu post Lua e Flor. Detalhe maravilhoso a mistura das duas letras… Acaso leu o comentário que deixei no comentário?
      “Eu vou pensar que é festa
      Vou dançar, cantar
      é minha garantia
      E vou contagiar diversos corações
      com minha euforia
      E a amargura e o tempo
      vão deixar meu corpo,
      minha alma vazia
      E sem que se perceba a gente se encontra
      pra uma outra folia”
      (Owaldo Montenegro)

      A vida vive de me engolir a fala, mas -de alguma forma que me escapa- sempre retomo a palavra…
      Abraços de brisas perfumadas e um beijo bem na ponta do nariz-Joyce Mobley

  3. Joyce Mobley permalink*
    11/04/2010 2:23 am

    “Cry Me A River”

    Now you say you’re lonely
    You cry the long night through
    Well, you can cry me a river
    Cry me a river
    I cried a river over you

    Now you say you’re sorry
    For being so untrue
    Well, you can cry me a river
    Cry me a river
    I cried a river over you

    You drove me, nearly drove me, out of my head
    While you never shed a tear
    Remember, I remember, all that you said
    You told me love was too plebeian
    Told me you were through with me and

    Now you say you love me
    Well, just to prove that you do
    Come on and cry me a river
    Cry me a river
    I cried a river over you
    I cried a river over you
    I cried a river…over you…

  4. 11/04/2010 2:20 am

    CHORE UM RIO POR MIM.

    Você chora durante essa longa noite inteira
    Bom, você pode chorar um rio por mim
    Chore um rio por mim
    Eu chorei um rio por você

    Agora você diz que sente muito
    Por não ter sido verdadeiro
    Bom, você pode chorar um rio por mim
    Chore um rio por mim
    Eu chorei um rio por você

    Você me deixou, quase me deixou, fora de mim
    Sem derramar nenhuma lágrima
    Lembra-se, eu me lembro de tudo o que você disse
    Você me disse que amor era para os plebeus
    Você disse que estava cheio de mim e

    Agora você diz que me ama
    Bom, só para provar que me ama
    Vamos, chore um rio por mim
    Chore um rio por mim
    Eu chorei um rio por você
    Eu chorei um rio por você
    Eu chorei um rio… por você

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: