Skip to content

6° DA SÉRIE RELACIONAMENTOS: MEDO–AMOR–PRAZER Joyce Damy Mobley

14/06/2010

Não é raro que eu pense e escreva sobre o Medo de Amar…

Estava navegando por espaços entre espaços quando encontrei esses dados que tomo emprestado para ilustrar o post. O link está logo abaixo.

Emoções são impulsos direcionados para a ação. A própria raiz da palavra emoção é movere, – mover – em latim, mais o prefixo *e-*, para denotar – afastar-se -.

Com base em Goleman (1995, p.20 e Apêndice A) elaboramos a seguir uma tabela sobre algumas emoções básicas:

Tipo Característica Reação

IRA (Característica) – Fúria, revolta, ressentimento, raiva, exasperação, indignação, vexame, animosidade, aborrecimento, irritabilidade, hostilidade e, talvez no extremo, ódio e violência patológicos.

REAÇÃO – O sangue flui para as mãos, fica mais fácil pegar uma arma ou golpear um inimigo; os batimentos cardíacos aceleram-se e uma onda de hormônios como a adrenalina gera uma pulsação, energia suficientemente forte para uma ação vigorosa.

TRISTEZA (Característica)- Sofrimento, mágoa, desânimo, desalento, melancolia, autopiedade, solidão, desamparo, perda de prazer, desespero e, quando patológica, severa depressão. Confusão e falta de concentração mental, lapsos de memória, dificuldades alimentares e com o sono, apatia.

MEDO (Característica)- Ansiedade, apreensão, nervosismo, preocupação, consternação, cautela, escrúpulo, inquietação, pavor, susto, terror e, psicopatológico: fobia e pânico.

REAÇÃO – O sangue vai para os músculos do esqueleto, como o das pernas, tornando mais fácil fugir, o corpo imobiliza-se para fugir ou lutar.

PRAZER (Característica)- Felicidade, alegria, alívio, contentamento, deleite, diversão, orgulho, prazer sensual, emoção, arrebatamento, gratificação, satisfação e bom humor, disposição e entusiasmo, euforia, êxtase e, no extremo, mania.

REAÇÃO – Maior atividade no centro cerebral que inibe sentimentos negativos e favorece o aumento de energia existente e silencia os que geram pensamentos de preocupação; a tranqüilidade permite o corpo refazer-se de emoções perturbadoras, repouso geral.

AMOR (Característica)- Aceitação, amizade, confiança, afinidade, dedicação, adoração, paixão.

REAÇÃO – O sangue vai para os músculos do esqueleto, como o das pernas, tornando mais fácil fugir, o corpo imobiliza-se para fugir ou lutar.

http://www.cursoseducacaoadistancia.com.br/teorias_aplicadas/cursos_a_distancia_daniel_goleman.htm

AGORA EU:

Leu? Proponho que releia Amor, e também Medo. Perceba que as reações são as mesmas…

Aposto que você levou um susto; eu levei! Meus sustos sempre me levam à reflexão:

Como é possível que duas coisas tão diferentes quanto Medo e Amor possam causar as mesmas reações?

Como podem ativar –organicamente- as mesmas reações diante de estímulos tão diferentes?

Ativar as mesmas áreas de resposta?

Estou repleta de questões e poucas respostas, mas de alguma forma questionar-se é começar a responder, ao menos quando levantamos uma dúvida dentro de nós somos obrigados a derrubar algumas certezas pré-concebidas.

Sou obrigada e relembrar de tantas sessões em que trabalhei o medo que as mais diferentes pessoas têm de amar. Usualmente chegamos à conclusão de que amar exige entrega, na entrega as pessoas receiam perder-se no outro; perder-se no outro implica em perder-se de di mesmo; perder-se de si mesmo significa encontrar a pior solidão: Quando estamos apartados de nós mesmos.

Tantas vezes trabalhei o Amor… É um de meus temas preferidos; não as bobagens do amor, mas Amor. Daniel Goleman é um de meus autores preferidos: Uma questão de puro narcisismo, pois nunca acreditei que existisse apenas QI, e que o mesmo pudesse ser responsável por tantas diferenças. Ainda na faculdade foram muitas as polêmicas que levantei ao afirmar que existia uma Inteligência que ia além da que nos ensinavam: a Inteligência Emocional, e também a Inteligência Espiritual.

Ganhei de presente um livro da primeira edição de Inteligência Emocional- Daniel Goleman; tinha uma linda dedicatória relembrando os meus tempos de estudante… Devo confessar que um ex-namorado insiste em não mo devolver; posso, e já comprei outro, mas não veio com a dedicatória. Às vezes penso que talvez ele durma com o livro sob o travesseiro para ver se faz uns pontinhos extras e acorda com QE mais elevado… Maybe, whoknows?

Amar dói? Não, não dói, e é muito gostoso. Romper uma relação dói? Dói, mas não mata, e, para além de não matar: Passa! As pessoas ficam indignadas quando digo que o melhor amor é o amor da vez… É verdade! Só quem não se atreveu a amar mais do que uma vez, pode escapar desta afirmação. Claro, não vou deixar de lado os que tiveram o privilégio de encontrar um único grande amor quê, como nos contos de fadas, TERMINOU NO “Foram Felizes Para Sempre”.

Adoro contos de fadas, adoro fadas, mas sempre me intriga o tal do “foram felizes para sempre” que surge e termina todos os contos de fadas. Estou tentando me lembrar se conheço algum casal que se encaixa nesse protótipo…

Conheço sim! Mas, a vida não foi toda cor de rosa, cansativa e monocromática… São casais que cresceram juntos, e que souberam ultrapassar as reações de medo. Ó dúvida cruel… Terão eles ultrapassado as reações ao medo, ou terão ultrapassado as reações ao amor?

A chave deve estar no PRAZER:

PRAZER (Característica)- Felicidade, alegria, alívio, contentamento, deleite, diversão, orgulho, prazer sensual, emoção, arrebatamento, gratificação, satisfação e bom humor, disposição e entusiasmo, euforia, êxtase e, no extremo, mania.

REAÇÃO – Maior atividade no centro cerebral que inibe sentimentos negativos e favorece o aumento de energia existente e silencia os que geram pensamentos de preocupação; a tranqüilidade permite o corpo refazer-se de emoções perturbadoras, repouso geral.

Talvez o PRAZER seja o equilíbrio do AMOR! Não apenas o prazer sexual, que para mim é indispensável, mas o prazer de estar na companhia do outro. O prazer de compartilhar, de ter interesses comuns, de criar uma vida e de amar bonito.

Amar bonito… Tenho em algum lugar um texto que fala sobre isso, e digo que só o poeta que vive dentro de nós sabe amar bonito.

Depois destes novos dados, devo confessar: Não basta um poeta é preciso o aventureiro que existe em nós. O aventureiro que está em constante contato com o prazer de aventurar…

Espertinhos e espertinhas de plantão: Não estou referindo aos prazeres de pular a cerca, de entupir-se de amantes, se o fizer: NÃO SE ESQUEÇA DE USAR A CAMISINHA! Retomando, refiro-me ao prazer de viver bem, de desfrutar da companhia de amigos, do amor, de compartilhar. Existem tantas coisas que nos dão prazer… Escolha um amor com o qual você possa criar várias fontes de prazer que devem ser constantemente alimentadas!

Talvez assim AMOR resista a compartilhar da mesma REAÇÃO que MEDO provoca!

Abraços de brisas perfumadas.
A-hammm
Joyce Mobley
CRT 42510

Nostalgia – Yanni – Bailarina Russa Anastacia Volochkova

Nostalgia me pareceu adequado:
Medo-Amor-Prazer, ou quem sabe a nostalgia de nunca haver amado, ou amado e esquecido o caminho do PRAZER. Sempre restam lindos bailados e alguns leques para se abanar, ou tentar abanar o que poderia ter sido, mas não foi.
A-hammm
Joyce Mobley

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. 16/06/2010 11:51 pm

    otimo! otimo!
    bjs

  2. Margarida permalink
    15/06/2010 1:57 pm

    Krida Joyce Damy Mobley,

    Fico encantada com os vídeos que você posta.
    Seus textos são de muita inteligência e sensibilidade,continue a enriquecer este espaço entre espaços(amei a definição que você criou)
    Estou pensando em criar um blog de culinária,vamos ver…

    Beijos Guida

    Obs: obrigada pela força com a Le,vejo resultados

  3. leticia permalink
    14/06/2010 6:19 pm

    Eu ja sabia que medo e amor tão do mesmo lado!

    Espertinhos e espertinhas de plantão: Não estou referindo aos prazeres de pular a cerca, de entupir-se de amantes, se o fizer: NÃO SE ESQUEÇA DE USAR A CAMISINHA

    ahuahuahuahuahuahuahauhauahuahuahuahauh

    • 14/06/2010 6:38 pm

      Inevitável… Fala-se em prazer e as pessoas logo associam à prazer sexual (com outra pessoa que não seus parceiros) Prazer é muito mais que isso. Aliás, se soubessem o que é prazer, muito provavelmente saberiam ter mais prazer na cama, e proporcionar mais prazer.
      Você sabia, mas sabia que era em nível cerebral? saber popularmente, saber através do trabalho, eu também sabia. O que desconhecia era o estudo que aponta as reações físicas como idênticas, portanto ativando partes do cérebro bastante semelhantes. Não posso afirmar que ativam a mesma, ou as mesmas áreas, pois não li o trabalho por inteiro…
      A-hammm
      Joyce Mobley

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: