Skip to content

PELES SUSSURRANTES – JOYCE DAMY MOBLEY

27/07/2010

Se me quiser encontrar,
procurar no vento
forte
ou na brisa,
mas sempre cantantes

Para me tocar,
buscar no tempo,
o corte,
fração precisa
dos contratempos dançantes

Se me quiser saber,
indagar ao vento,
e sem medo
desvendar segredos
de instantes murmurantes

Para me ter… Sonhar.
Me querer… Desejar.
Conquanto, para me manter…

Preciso é:
Plantar encontros esculpidos em peles sussurrantes…

A-hammm…
Joyce Damy Mobley

Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. leticia permalink
    27/07/2010 9:06 pm

    nospeakingrixi ashuahushuashuahuhsuha

    Joyce Beiiijooos

    • 27/07/2010 10:15 pm

      Noooooossssaaa gaiata e curiooooosa que só!
      Vai lá no Gloogle translatelate e traduz, TNG!
      Beijosssssssssssssssssss

  2. Jimmy permalink
    27/07/2010 7:10 pm

    You are amazing, my sweet charming woman.
    Still loving you,
    James Wagner

    • 27/07/2010 7:40 pm

      Unfortunately we lived ( and live) too far away.
      Shomehow we’ll always love the ones we loved …
      God does not play darts; perhaps he plays chess. LOL!
      Joyce

  3. 27/07/2010 5:46 pm

    Oi Nina!
    Esse seu buááá foi engraçado!
    Também acho lindo, mas nunca pensei em chorar por esse poema… Gargalhadas!
    Liga não, eu sou assim mesmo, mas não entendi o buááá.
    Beijossssssssssssssssssss
    PS: Explica pra mim?

  4. Nina permalink
    27/07/2010 5:27 pm

    Q lindu

    Buáááááá

    BjBjBj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: